Aplicativo exclusivo para seu evento: vale a pena?


Sabemos como a tecnologia pode acelerar processos no que diz respeito aos negócios de maneira geral. Não há dúvidas de que, quando falamos em eventos, os avanços tecnológicos facilitam imensamente a vida não apenas dos promotores, mas também dos participantes, que podem ter acesso a todas as informações pertinentes a um evento de maneira simples e rápida.

Uma das inovações das quais as empresas têm lançado mão nos últimos tempos é o aplicativo exclusivo para eventos, uma ferramenta que acompanha todo o ciclo de vida de um evento e condensa tudo o que diz respeito a ele. É útil em diversas áreas: planejamento de tarefas, gerenciamento de atividades, credenciamento dos participantes, administração financeira, interação entre os presentes, etc.

À primeira vista, o aplicativo pode parecer um recurso muito rebuscado, ou seja, um investimento alto que não traz retorno. Mas, se pensarmos em quanto se economiza com a automação dos processos e nos frutos que a interação entre os participantes pode gerar, o saldo é positivo – e vamos elencar aqui alguns fatores que vale a pena ponderar na hora de planejar o próximo evento.

Em primeiro lugar, para a organização do evento, um app pode simbolizar economia de tempo e pessoal. É possível moldar as funções do aplicativo de acordo com os desejos e necessidades dos promotores, que podem escolher quais tarefas delegar à ferramenta (pagamento da inscrição ou mesmo o credenciamento, como comentamos aqui, por exemplo).  A condensação das informações relativas ao evento também é importante: disponibilize um mapa detalhado, a programação completa e demais dados que considerar pertinentes.

Outra vantagem é a possibilidade de adicionar anúncios no aplicativo, ou seja, torná-lo lucrativo. A publicidade, que normalmente aparece no rodapé da tela, é sutil e não interfere na experiência do usuário, além de fortalecer os laços com os anunciantes. É uma estratégia de negócios que, quando bem aplicada, pode funcionar muito bem – e, ao manter o app ativo no pós-evento, você continua gerando lucro.

Quanto aos participantes, o aplicativo é a melhor maneira de engajá-los no evento. Falamos aqui sobre a crescente busca por experiências, que cada vez mais tem sido foco das pessoas, que não se contentam com empresas que vendem apenas produtos e/ou serviços, mas procuram ir além.

O app é ideal para gerar experiências. De chats online a agenda de contatos, o recurso possibilita e incentiva a interação, o networking, a conectividade entre os presentes. Gamification (gamificação) é a chave do engajamento: significa aplicar elementos e técnicas de jogos em contextos de não-jogos. Em um aplicativo de evento, é possível adicionar quiz, fazer sorteios, inserir esquemas de pontuações e recompensas, etc. São estímulos colocados à disposição dos usuários que costumam gerar um feedback positivo.

Associar o app às redes sociais é também uma maneira de divulgar o evento e permitir que outras pessoas conheçam sua marca. Transmitir o evento ao vivo é outra possibilidade que aumenta seu alcance.

No pós-evento, considere adicionar ao aplicativo uma pesquisa de satisfação. Você pode continuar alimentando-o com sugestões de leitura pertinentes ao tema do evento, por exemplo, e manter os chats e agenda de contatos ativados. Também já falamos aqui que o evento é um meio para um fim, ou seja, manter o app ativo é uma forma de aproximar o público deste fim.

Não são poucas as vantagens que o aplicativo traz – é justamente por isso que a ferramenta é um investimento e não apenas um gasto. A relação custo-benefício é vantajosa se levarmos em conta quanto se economiza com as automações proporcionadas pelo app e a quantidade de pessoas que o app pode trazer para o evento.

Já utilizou um aplicativo específico para um evento? Quais foram suas experiências? Pensa em aderir à ferramenta? Compartilhe conosco! Por aqui, a ideia parece bastante atraente! O que você acha?