O branding e as estratégias de fixação de marca

Falar de estratégias de fixação de marca é falar de branding. O termo refere-se à gestão da marca, aos pontos de contato entre marca e público. É uma atividade estratégica e de planejamento que visa conceituar e criar a personalidade de uma marca com a intenção de fixá-la na mente do consumidor.

Antes de prosseguirmos, é importante deixar claro o que é uma marca, cujo conceito vai muito além do logotipo e do nome da empresa (apesar de esta definição não estar incorreta, apenas incompleta). Marca é o conjunto de tudo que remete à sua empresa. É a visão que o consumidor tem sobre ela, aquilo que ajuda o público a formar uma opinião. É mais relativa à experiência dos outros que aos critérios estabelecidos por você. O branding é o limite do seu controle, e por isso precisa ser tão bem pensado.

Quando o assunto é gestão da marca, agregar valor é o ponto principal. O que se pretende é que as pessoas se identifiquem com os valores da marca, uma vez que o motivo por trás das escolhas dos consumidores é o nível de identificação.

Não é um trabalho fácil, mas o primeiro passo é deixar claro os motivos pelos quais você vende determinado produto ou serviço. Aos olhos do consumidor, sua motivação é um fator muito mais relevante que os benefícios do que está sendo vendido. Dito isso, há inúmeras maneiras de se comunicar com o público (marketing de conteúdo, propaganda, mídia off-line, etc.), mas é fundamental que os valores da marca estejam claros à primeira vista, ou seja, representados pelo logotipo, peças gráficas, site institucional e discursos, por exemplo.

A partir do momento em que sua marca tem um DNA consolidado, uma identidade definida, deve-se pensar em como fixá-la na mente dos suspects, prospects e leads.

O primeiro passo – e que exige bastante atenção e observação – é definir o perfil destes consumidores. Observe sua rotina operacional, como eles se comportam, quais são seus hábitos, etc. É uma etapa fundamental para descobrir como e através de quais meios e linguagens comunicar-se com o público (online, offline, determinados canais de comunicação, produção de conteúdo, site institucional, mídia externa, etc.).

Outra importante estratégia de branding, apesar de ser essencial independente deste fator, é manter seus colaboradores a par de tudo o que circunda a empresa. Eles precisam conhecer os produtos/serviços, processos, valores e objetivos do lugar no qual trabalham. São excelentes aliados para se ter ao seu negócio, especialmente os funcionários que trabalham nas operações da ponta, ou seja, estão em contato constante com os clientes.

Além disso, é importante acompanhar os avanços do mercado no que diz respeito ao marketing e à propaganda, uma vez que a tecnologia está em constante avanço e afeta os meios utilizados para divulgar uma empresa. Ainda que estes meios sejam renovados e aprimorados com frequência, é importante lembrar-se, como já dissemos, da personalidade da marca, do DNA que a diferencia das demais e que faz com que os clientes a reconheçam.

Entre os melhores exemplos de branding estão a Coca-Cola e a cerveja Corona, a primeira com a força do slogan (“Abra a felicidade”) e outra com a força do ritual (tomar Corona com uma fatia de limão). São marcas que, independentemente do método publicitário utilizado ou de alguma campanha sazonal, preservam e reproduzem a identidade que construíram.

Em relação a ações específicas das quais sua empresa pode lançar mão, vale de tudo que vai de encontro aos interesses do seu público-alvo: eventos corporativos com foco na geração de experiências, produção de conteúdo em diferentes mídias (redes sociais, vídeos, posts em blog), merchandising, etc.

Por aqui, o cenário é uma via de mão dupla: no que diz respeito ao braço publicitário da Nobre, avaliamos os perfis específicos de cada cliente e seus consumidores e como os valores e capacidades de cada um deles conversam entre si; no âmbito dos eventos, a estratégia já está traçada, ou seja, o evento em si já é uma ação de branding (ainda que, é claro, conte com uma programação que deve ser muito bem pensada e planejada).

Quando o assunto é estratégias de fixação de marca, o que funcionou para você? Quais experiências gostaria de compartilhar? Escreva para nós e compartilhe!