Flywheels: o que é e como funciona o substituto do funil de vendas


Existem métodos e tecnologias que parecem ser mesmo insubstituíveis e não há problemas caso você queira manter o modelo de trabalho tradicional. Mas o Marketing Flywheels vem se mostrando um eficiente substituto do funil de vendas e ganhando o coração dos profissionais da área. Isso porque ele traz mais resultados e, consequentemente, mais vendas para o seu negócio. Já está na hora de conhecê-lo, concorda? Aqui, você aprenderá o que é e como usá-lo.

Se você está acostumado a trabalhar com o funil de vendas, sabe que ele coloca o público em uma jornada de compra desde o primeiro contato até o momento em que ele se torna um cliente. Por meio de uma pirâmide invertida, o prospect precisa passar por todas as etapas para somente depois efetivar uma compra. A parte superior e mais larga representa o público geral. Na sequência, os visitantes e leads passam a ser oportunidades, que muitas vezes já consideram a solução para o seu problema, e, por fim, clientes, no fundo do funil.

Apesar do funil de vendas ter sido usado durante muito tempo, já que foi criado em 1898 pelo então publicitário americano Elias St. Elmo Lewis, ele não colabora com o crescimento da empresa. O funil é responsável por produzir clientes, mas não faz com que esses clientes ajudem seu negócio crescer! A grosso modo, depois que seu cliente efetiva a compra, não está mais envolvido no funil. Você terá que refazê-lo novamente depois de um tempo. Parece trabalhoso, não é mesmo? Além do mais, é preciso lembrar que para que o seu negócio cresça e ganhe novos consumidores, você deve aumentar a quantidade de pessoas que entram no funil. Fator esse que é considerado caro, já que o investimento para atrair um novo cliente é basicamente cinco vezes maior que manter um antigo.

É por isso que o funil de vendas vem perdendo forças. Em contrapartida, o Flywheels trabalha com a fidelização e permite que o ciclo de vida do cliente permaneça contínuo. Isso é muito importante, pois você trabalha com clientes efetivos que divulgam a sua marca e ainda trazem novos compradores para o seu negócio.

O que é o Flywheels

Ao pé da letra, Flywheels significa volante de rotação, representando um círculo que se mantém com sua própria energia. A expressão no marketing surgiu em 2001 pela primeira vez no livro Good do Great de Jim Collins. Conforme o autor, na aplicação prática do termo, quanto mais você somar energia dos clientes fiéis, mais fácil será atrair um novo público para seu negócio. Os clientes são como um combustível para manter a engrenagem ativa.

Diferente do funil de vendas e representado por um círculo, o Flywheels contém atração, engajamento, e experiência do usuário.

Conheça agora as fases desse novo modelo de negócios:

- Atrair:

Esta etapa consiste em iniciar um relacionamento com o público através de conteúdos de valor para atrair a atenção.

- Envolver:

Como o futuro cliente já conheceu parte do seu negócio, é o momento de oferecer soluções que atendam às necessidades do público e gerar conexão 

- Encantar:

No Flywheels, o trabalho continua depois da venda ter sido efetuada. Portanto, é necessário oferecer uma experiência fantástica para seu cliente a fim de cultivar um relacionamento sólido, permitindo que ele mesmo se torne um divulgador da marca, dando força ao volante, fazendo-o girar de volta para a fase de atração.

Você pode fazer isso oferecendo um suporte de qualidade e incentivá-lo a conquistar algo com o seu produto, quer um exemplo?

Se sua empresa vende uma vitamina para cabelo, acompanhe o consumidor em todo o processo para ver se as etapas foram cumpridas e se o produto teve resultados, oferecendo mais nutrição ou hidratação capilar ou até mesmo concedendo aulas e tutoriais gratuitos com profissionais, que podem ensinar mais sobre o assunto.

EVITE O ATRITO

Ao decorrer do Flywheels, atritos podem acontecer devido às insatisfações do público, fazendo com que a roda perca força e encurtando o ciclo de vida do cliente.

Entretanto, algumas medidas podem ser tomadas para evitar que isso ocorra, confira quais são elas:

- Automatizar o atendimento

Torne o atendimento ao cliente mais rápido e ágil para que não haja inconvenientes. Existem meios para automatizar esse processo, como chatboots, e-mail de pós-venda ou pesquisas de satisfação.

- Personalização

Também chamada de coleta de informação de processos interativos. Por meio do Flywheels é possível coletar dados preciso do cliente para aperfeiçoar ainda mais a experiência como um todo. É uma prática comum nas estratégias de Inbound Marketing.

- Self-service

O Marketing Flywheel faz com que o próprio cliente defina um produto e/ou serviço através de suas necessidades, desta forma, a possibilidade de atrito é muito menor.

- Diminuir pontos de atrito comuns

Identifique, por exemplo, quantos clientes cancelaram a compra e quantos alcançam o sucesso.

Neste processo, examine a estrutura completa da sua empresa e como ela tem contribuído para aumentar o atrito. Aqui, é importante você avaliar o seu gráfico organizacional e identificar o que está prejudicando sua empresa. Lembre-se das considerações que você já ouviu dos clientes e até mesmo prospects, veja se há dificuldade em interagir com a organização, além de enxergar quais as métricas que dão mais trabalho internamente e quais etapas poderiam oferecer resultados mais eficientes.

Implementação

Se você se interessou pelo novo modelo de negócio e quer implementar em sua empresa, além de aumentar o encantamento e reduzir o atrito, é preciso definir métricas a serem monitoradas em cada uma das etapas do Flywheel.

E como fazer isso? Elas devem estar relacionadas com cada etapa do processo. Exemplificando, na primeira fase de atração você pode identificar quanto de tráfego foi gerado para o seu site ou blog. Já na etapa de envolver, entenda quantas pessoas se tornaram leads qualificados e deixaram seus e-mails em troca de algo, como um webinar ou e-book.

Agora conte para nós: o que você achou do Marketing Flywheels? Já utiliza em sua empresa? A proposta de que seus futuros clientes serão seus divulgadores lhe parece boa?