Métricas viraram expressão corrente. Mas onde elas realmente podem ajudar sua empresa na entrega de resultados?

É verdade: as tão faladas métricas deram voz clara e forte aos números: visualizações, curtidas, cliques, custo por lead, conversões, retorno sobre investimento.

Rastrear, interpretar e trabalhar com os índices certeiros são tarefas realizadas obstinadamente pelas empresas que detêm índices invejáveis no crescimento orgânico do negócio.

Existe uma realidade dicotômica aqui.

Métricas de vaidade ou a economia de recursos focam a eficiência.

Diferente da eficácia que está diretamente relacionada à qualidade na entrega.

Nesse caminho, a economia de gastos dá lugar à ampliação de ganhos.

Gestões modernas não enxergam o marketing da empresa como um centro de custos e, sim, como um combustível, um investimento que gera receita para a empresa.

A mudança de economia de gastos para ampliação dos ganhos se dá quando fazemos a mensuração adequada da eficácia do marketing por meio das métricas corretas.

Métricas de eficiência nos possibilitam enxergar a redução de gastos ou trabalhando para que os investimentos rendam. Exemplos claros disso são: o Custo por Lead (CPL), Custo de Aquisição de Clientes CAC e o Retorno Sobre Investimento (ROI).

Já as métricas de eficácia mostram o alcance estimado de resultados e quanto as estratégias de marketing estão contribuindo para que os objetivos sejam atingidos.

Sendo assim, não estão relacionadas com os custos, mas com a qualidade da entrega.

Para medir a eficácia, você deve usar as seguintes métricas:

  • Receita gerada
  • Número de pedidos e/ou vendas
  • LTV – Lifetime Value
  • NPS – Índice de satisfação do Cliente
  • Taxa de recompensa – índice de fidelização do cliente
  • Participação – Share of Market, Share of Mind, Share of Heart, Share of Voice

Agora, para ver se as estratégias realmente foram eficazes, é necessário comparar os resultados alcançados com os objetivos estabelecidos no planejamento inicial. 

Vamos ver a seguir 4 tópicos importantes:

  • Qualidade na entrega

Para que os resultados da eficácia sejam dentro do esperado, deve-se entregar o melhor possível, não considerando, muitas vezes, o percurso mais econômico!

  • Maximização da receita

Aqui, o foco é total em aumentar os lucros e não a diminuição das despesas. As estratégias efetivas devem estar voltadas para gerar receita.

  • Planejamento

Panorama de onde se pretende chegar com os indicadores de planejamento.

  • Qualidade dos dados

Os números são utilizados para validar as estratégias e direcionar todos os esforços e investimentos do futuro. Portanto, a qualidade dos dados deve ser a mais precisa possível para agregar e gerar inteligência para a estratégia.

Analisar a eficácia do seu marketing possibilita uma visão mais precisa de como a sua estratégia está indo e quais canais precisam de melhorias. Com a prática, será cada vez mais notório identificar tendências e variações, além de conseguir rápidos ajustes. Tem alguma outra métrica de eficácia que você considera importante e utiliza? 

REFERÊNCIAS

https://www.brafton.com/blog/analytics/how-to-measure-digital-marketing-effectiveness-2018-edition/

https://klickpages.com.br/blog/metricas-de-marketing/

https://volumepr.com/the-26-ways-to-measure-the-effectiveness-of-marketing-campaigns/

https://rockcontent.com/br/blog/eficacia-do-marketing/