Realidade Virtual e os Eventos

Utilizar um óculos especial para adentrar em um ambiente simulado é a proposta da Realidade Virtual (VR), que vem ganhando cada vez mais espaço nos dias de hoje. Os recursos computacionais recriam um universo digital personalizado de acordo com cada tema e dá a sensação de estarmos em outro cenário permitindo conquistar um novo ambiente.  

A VR surgiu na década de 1950 com aplicações em jogos e ciência, mas está se destacando ao atingir outros segmentos que têm apostado nela como estratégia de Marketing. Além de ser uma excelente ferramenta para apresentação de serviços, a Realidade Virtual permite que o consumidor tenha experiências imersivas onde é possível testar produtos e interagir com a mercadoria desejada.

Apesar da tecnologia VR ser bastante usada para games, outros setores e grandes empresas também já aderiram, pois enxergaram um grande potencial ao buscar soluções tecnológicas para seus negócios.

SEGMENTOS QUE ADERIRAM À TECNOLOGIA

O setor automobilístico é um dos que vêm fazendo uso da Realidade Virtual ao construir protótipos e ambientes das concessionárias. Em Londres, a loja da Audi reduziu seu espaço físico deixando apenas com quatro veículos e o restante todo do catálogo é apresentado ao consumidor com o uso dos óculos. É possível visualizar a parte interna dos carros, seus motores e ainda fazer um teste drive.

Já pensou em experimentar parte do seu destino antes mesmo de chegar até ele? Isso é o que algumas empresas aéreas, como a Lufthansa e a Qatar, estão fazendo com a VR. Enquanto os passageiros aguardam por seus voos nas salas de espera em aeroportos, podem utilizar os óculos virtuais e observar detalhes do seu destino.

Outro segmento que já está usufruindo das vantagens da VR é a saúde para, por exemplo, simplificar os processos cirúrgicos, já que eles podem ser vistos em 360 graus e em tempo real. Atualmente, há mais recursos envolvendo a Realidade Virtual que estão sendo projetos para auxiliar médicos a examinarem seus pacientes. Além do mais, a VR permite a observação de dentro do corpo humano.

Os arquitetos também já experimentaram mudanças ao projetar casas e edifícios utilizando a VR. Com a tecnologia, fica mais fácil avaliar aspectos do processo de design, como material utilizado, iluminação e layout. Os clientes conseguem fazer tours virtuais antes mesmo de comprar os empreendimentos.

Durante os dois primeiros meses de 2018, A marca carioca Farm e a Samsung, em parceria, ofereceram um passeio pelo Parque Indígena do Xingu através do Samsung Gear VR, óculos de realidade virtual. No ramo da moda, a Dior também adotou a imersão do conteúdo em Realidade Virtual, permitindo que seus clientes visualizassem os bastidores do seu desfile em Paris, enquanto visitavam suas lojas. Coca-Cola e McDonalds também atrelaram seus nomes à Realidade Virtual e tiveram propostas semelhantes: a primeira lançou embalagens especiais para seus pacotes de latinhas, já a franquia de fast-food transformou as caixinhas do McLanche Feliz em óculos de realidade virtual. 

 EVENTOS

Agora já pensou em desfrutar de todo esse recurso na elaboração dos eventos? É uma ótima proposta para surpreender os participantes gerando encantamento, afinal, suas possibilidades são muitas, além de ser um diferencial competitivo e muito à frente da concorrência. Oferecer a possibilidade de interação com essa tecnologia muda completamente a forma que o público deslumbra o evento, sem contar que as experiências podem ser faladas por um bom tempo mesmo ao término dele devido ao uso da inovação.  Com o uso dos óculos virtuais, é possível desenvolver games ou passeios virtuais personalizados, conforme o objetivo do evento.

Gerar boas experiências com o público com a VR irá render bons frutos no pós-evento, como:

  • Ter uma excelente nota da pesquisa de satisfação;
  • Aumentar o desejo dos participantes de uma nova edição do evento;
  • Criar, de forma espontânea, divulgadores que possam compartilhar suas experiências através da Realidade Virtual

A ausência de eventos físicos ocasionada pela pandemia em 2020 acelerou o uso de algumas tecnologias, como é o caso da VR. Foi necessário aprimorar experiências digitais que se tornaram ainda mais fortes devido o isolamento social.

Em julho, o RYOT Studio, o Museum of Other Realities e a Agência de Inovação da London College of Fashion realizaram um desfile de moda imersivo com a VR. A proposta era propor algo novo, já que ao longo prazo deve aumentar consideravelmente a convivência dos formatos híbridos.

Está cada vez mais comprovado de que a Realidade Virtual chegou para alavancar negócios nos mais variados setores em todo o mundo. Em eventos, a tendência é que os expositores usufruam continuamente da tecnologia para cativar a atenção dos visitantes que estão em buscas de novidades.